"SERIEDADE E TRANSPARÊNCIA" - Assessoria completa para cidadania italiana.

Todos Posts da Categoria: Informações sobre a Itália

Festival do sorvete em Florença

Festival do Gelato a Firenze ( gelato festival)

Acontece na Itália, em Florença, capital da região da Toscana de 17 a 26 de maio de 2013 o festival do gelato ( sorvete). Não é uma coincidência que a Firenze Gelato Festival nasceu na capital da Toscana. O sorvete nasceu nesta cidade, em 1536 nasceu ali Bernardo Buontalenti. artista de muitas faces, pintor, escultor, arquiteto, cenógrafo, icante de armas a serviço dos Medici também cuidou da organização das festividades do tribunal. Encomendado por Cosimo e  acompanhou a preparação do banquete inaugural da Fortaleza de Belvedere em 1559 Buontalenti, quando surpreendeu os clientes com um creme frio feito com uma base de leite, mel, gema de ovo, bem como um toque de vinho, aromatizado com bergamota, limão e laranja árvores. Assim, o frio saboroso doce foi provado e saboreado por convidados internacionais, os governantes de Florença, que não demoraram a divulgá-la e propô-lo para retornar ao seu país. Em poucas décadas Florenca tornou-se famoso por ser o berço do sorvete, lançando as bases para uma tradição que ainda goza de sucesso no campo da culinária.

Ler Mais
152 anos da Unificação da Itália

152 ANOS DA REUNIFICAÇÃO DA ITÁLIA

152 ANOS DA REUNIFICAÇÃO DA ITÁLIA

17 de março, domingo, foi comemorado 152 anos da reunificação da Itália. O país está vivendo um momento particularmente complicado economicamente e o Presidente da República, Napolitano, faz um apelo para que seja encontrado um ponto comum visando os interesses gerais da nação. Em várias cidades muitas comemorações, concertos e visitas a monumentos históricos.

Resumo da História da  Reunificação: Em meados de 1800 a Itália não era unida como a conhecemos hoje, e sim dividida em pequenos Estados: o Reino da Lombardia-veneza, Reino da Sardenha, Os Estados Pontifícios, Reino das duas Sicilias, os Ducados de Modena, Massa Carrara, Lucca e Parma e o Grão Ducado da Toscana. A maior parte dos terrotórios do norte e do centro, com exceção do Reino da Sardenha, que era governado pelo Rei Victor Emmanuel, foram submetidos a Austria. Esta situação fez com que a Itália se tranformasse em uma península economicamente atrasada em comparação com os outros países europeus da época. E foi nesse clima que começou o Ressurgimento, que foi o período em que os habitantes da Península deram origem a iniciativas para uma reunificação e foram então chamados "patriotas". Essas idéias de libertação não podiam circular livremente e os patriotas se reuniam em sociedades secretas. A principal delas foi a "Carbonari" chefiado por Chiavano Carbonari, que realizavam suas atividades escondidos para evitar a prisão. De todos os patriotas, faz-se menção a Pellico, o escritor de "As minhas prisões", história da época em que foi aprisionado pelos Austríacos e Giuseppe Mazzini, que fundou a "Itália Jovem"  enquanto estava no exilio na Espanha, com o objetivo de ser uma organização independente em prol de uma Itália Republicana. A reunificação não foi um movimento pacífico. Houveram muitas revoluções e batalhas, e esta só foi conseguida após três guerras, em 1848, 1859 e 1861 quando foi declarada Torino como Capital do Reino da Itália. Mas ainda não estava compeltamente livre, faltava a regiãop do Veneto e o Lazio. A terceira guerra da independência em 1871, quando a capital foi transferida para Roma foi assim completado o processo de reunificação e divisão em Estados e Regiões.

Ler Mais
italia246811

DIA DA BANDEIRA DA ITÁLIA

DIA DA BANDEIRA DA ITÁLIA

O dia nacional da bandeira italiana é comemorado em 7 de janeiro por  motivos históricos e políticos em toda a Itália há 17 anos e conhecido como " Festa Tricolor ".  A composição da bandeira  nasceu da idéia, em 1794, de dois jovens patriotas, estudantes da Universidade de Bolonha, Giambattista De Rolandis e Luigi Zambon. O objetivo deles era incitar uma revolução contra o governo da época administrado pelos pontífices. Depois de uma denúncia eles foram capturados, torturados e mortos. Em 11 de abril de 1848 a bandeira tricolor, com  consentimento do soberano Carlo Alberto di Savoia foi reconhecida como emblema nacional, tendo em seu centro o brasão nacional " savoiardo", naturalmente. Foi propagado por Giuseppe Garibaldi em sua expedição no rio Volturno. A bandeira italiana permaneceu assim até a partida de Umberto II em 1946 para o exílio. A bandeira sem o brasão " savoiardo" com as cores atuais  é a mesma do simbolo da Reppublica projetado por Paolo Paschetto de 1948. Desde 1982 o partido do movimento social italiano de direita nacional começou a celebrar com uma " Festa do tricolor", este era o nome como ficou conhecida a iniciativa da primeira edição em Mirabello na provincia de Ferrara. O dia da Bandeira foi inserido na lista de comemorações nacionais pela lei 671 d 31/12/1996, pela vontade do então  Presidente da Republica Carlo Azeglio Ciampi e o regulamento sobre seu uso se encontra no Dpr apr.2000 n.121.

Ler Mais
TESSERA SANITARIA

A SAÚDE NA ITÁLIA

ISENÇAO DE TICKET                                           

Na Itália, para ter acesso aos serviços sanitários prestados pelos hospitais, estruturas públicas ou privadas conveniadas (consultas com especialistas, análises ambulatoriais etc) é necessário pagar uma cota à Região, o c.d ticket, que varia em base na renda recebida no ano e a composição da núcleo familiar.

A lei, porém, prevê que em alguns casos o cidadão que requisita a prestação sanitária, devido uma particular situação pessoal e/ou de renda, tem direito à isenção do ticket. Os extracomunitários ou comunitários, regularmente permanentes na Itália, são equiparados aos cidadãos italianos para o acesso aos serviços sanitários, portanto, têm direito à isenção do pagamento do ticket.

São previstas quatro tipologias de cidadãos isentos ao pagamento do ticket   pela idade e pela renda, categorias que são identificadas por um código de isenção:Cidadãos que tenham menos de seis anos ou mais de 65 anos, e cujo núcleo familiar não tenha uma renda total superior a € 36.151,98. Código E01; Cidadãos desempregados ou seus familiares dependentes desde que o núcleo familiar não tenha renda superior a € 8.263,31 (€ 11.362,05 se tiver o cônjuge e de mais € 516,46 para cada filho dependente). Código E022

Os titulares de pensão social (por exemplo, “assegno” social) e seus familiares dependentes. Código E03. Os titulares de pensões com o mínimo de idade, que tenham pelo menos 60 anos, e seus familiares dependentes com uma renda total inferior a € 8.262,05  (€ 11.362,05 se tem o cônjuge e de mais € 516,46 para cada filho dependente). Código E04. A lei específica ainda outras situações que dão direito à isenção, por exemplo, para o caso de gravidez de risco que exija serviços particulares ou então para os portadores de graves patologias que podem produzir invalidez.

O procedimento:

Antes das recentes modificações, o cidadão se apresentava ao “sportello”  com o pedido do médico (“impegnativa”) e naquela ocasião declarava, sob a própria responsabilidade de ser isento do pagamento do ticket. Algumas vezes, era necessário recorrer a um “sportello” da Asl para obter a carteira de isento.

Agora o procedimento mudou: é o médico de família (ou o pediatra) que, em base a uma lista nominativa acessível em um sistema interno (“Sistema Tessera Sanitaria”), verifica se o paciente tem direito à isenção e, em caso positivo, indica o código de isenção sobre a receita.

Somente quando o paciente não se encontra naquela lista, e acredita de ter direito à isenção, deve recorrer a Asl competente e pedir o atestado de isenção, anexando a documentação fiscal. Entretanto, quem está desempregado e quer usufruir do direito de isenção do ticket, é obrigado a recorrer sempre ao guichê da Asl competente.

fonte: Agora notícias

 
Ler Mais